Salvando arquivos – Parte 4 – Revisão ou peça nova?

image Senhores,

Digamos que eu utilizo um flange especial em minhas máquinas mas ela sofreu uma alteração. Como ser problemas e evitar que a alteração de um arquivo estrague a minha montagem por completo?

Pra evitar problemas, devemos saber o seguinte:

  • As peças são baseadas em esboços que são criados por linhas
  • As linhas geram faces
  • as Faces são posisionadas nas montagens com os recursos de posicionamento

Portanto se eu apagar uma linha, apago uma face e com isso acabo estragando a referência de um posicionamento de uma montagem. Portanto alterações tem que ser muito bem pensadas. De nada adianta apagar uma linha e construir uma igual pois elas possuem identificações diferenciadas e isso acaba influenciando na aplicação dos posicionamentos da montagem.

Portanto, para modificação de uma peça deveremos ter em mente muitas coisas como:

  • Construir a peça de forma simples para que possamos modificar as dimensões de forma simples para que o esboço não sofra erros.
  • Verificar as montagens onde o arquivo de peça é usado

Uma coisa muito importante de se observar é em quais arquivos a peça deverá sofrer alterações. Por Exemplo, imaginem que uma peça é utilizada em vinte montagens diferentes mas ela deverá ser alterada em apenas dez. O que dever ser feito?

  • Verificar os impactos nos novos processos de fabricação das peças novas
  • Assegurar a continuidade da fabricação das peças antigas
  • Se a versão antiga da peça continuar a ser fabricada, ao invés da mesma sofrer uma revisão deveremos criar uma nova codificação para o novo produto.
  • As montagens que passarão a contar com a nova peça sofrerão uma revisão.

Bem, tudo é conceito de trabalho que costumo aplicar. O que eu não acho válido é utilizar configurações de peças e montagens para controlar as REVISÕES de produtos.

Com isso, vou indo… Vou pensar no post de amanhã.

Sds,
Kastner