Configurações em Modelo – Parte 8 – Manufatura

Senhores,

Muita coisa da utilização de configurações para manufatura já foi exibido no post de chapas metálicas. Agora o objetivo é mostrar como isso pode impactar nos estágios de fabricação de peças usinadas.

A primeira coisa é averiguar que a construção da peça previa esse tipo de situação em sua árvore.

image

imageA árvore de configurações prevê a visualização dos corpos de uma forma bem simples conforme na imagem ao lado.

Para alternar na visualização das configurações é como qualquer uma das partes já executada nesta série. Pode-se observar que ao alterar uma das peças, a outra será regenerada conforme os conhecimentos de desenvolvimento de produto.

Todos os usuários conseguem realizar um detalhamento completo da peça com as configurações nas folhas de desenho

image

Uma coisa que pode ser visualizada é como softwares de manufatura como o edgecam gerenciam as informações de configurações das peças.

Neste vídeo abaixo são demonstradas algumas etapas

  • Abertura do arquivo CAD
  • Alinhamento dos corpos com os eixos da máquina
  • Definição de um corpo como o “Bruto” da peça
  • Programação CNC
  • Simulação com a máquina

É extremamente importante observar que o reconhecimento do bruto da peça que será usinada traz aos usuários algumas vantagens

  • Programação real, considerando o formato da matéria prima
  • Redução do tempo de produção pois a máquina não estará com a ferramenta passando em vazio

Para quem não possui acesso ao You Tube, segue uma imagem do edgecam reconhecendo o bruto e o produto após a usinagem

image

Bem,

Esse é o encerramento sobre essa série sobre configurações. Desejei apenas trazer a todos um ponto de vista diferenciado sobre o que normalmente aprendemos sobre o SolidWorks.

Sds,
Kastner