3 Erros comuns em esboços – Parte 2 – Excessos

Senhores,

Uma das piores coisas da vida são os excessos, vamos a alguns exemplos

  • Velocidade
  • Comida
  • Bebida
  • Sono
  • Vontade

No SolidWorks, assim como qualquer outro software CAD paramétrico, a base de qualquer recurso é a elaboração de um bom esboço.

Exemplo de esboço complexo

Abaixo segue uma imagem de um esboço de uma peça relativamente simples mas construída para múltiplas operações de sólidos.

Quais são os principais problemas?

  • Muitas vezes se torna complexo alterar a geometria ou adicionar mais itens
  • Alterar as dimensões nem sempre traz boas alterações em sólidos, por conta de geometrias que possam vir a serem sobrepostas
  • Nem sempre é fácil de se fazer relações nos sólidos gerados

Abaixo segue o processo construtivo da peça.

Primeira a construção do sólido com as dimensões principais

O primeiro recorte mantendo a margem de 50mm da altura superior

Abaixo segue mais uma vez, outro recorte com o objetivo de manter a espessura de 50mm

O formato de S deveria, por lógica, manter a espessura que, aparentemente, deveria ser constante. O último ajuste é o furo central, que também poderia ser construído por assistente de perfuração.

Construção por esqueleto

Com o planejamento de esqueleto, um exemplo para a mesma peça, algumas coisas foram cuidadas. Na primeira imagem se pode analisar a largura e altura especificadas na peça, com o bônus da espessura constante definida facilmente pela relação de igualdade no esboço.

 

 

A segunda imagem mostra a inserção do ressalto a partir de um esboço criado em um plano perpendicular ao primeiro. Um bônus que pode ser observado é a inserção de uma linha de centro com parâmetros de simetria, ela será utilizada para determinar os limites da peça para a profundidade do sólido, assim como na definição da furação.

O esboço seguinte mostra o posicionamento das furações em um esboço seguinte, mas ele ficará relacionado aos dois esboços anteriores para manter um afastamento constante, conforme pode ser visto na utilização das linhas de construção amarelas nas extremidades.

Construção do sólido diferenciado

A construção por esqueleto, demonstra que os sólidos são referenciados aos esboços. A imagem abaixo demonstra que a extrusão do primeiro esboço tem sua profundidade determinada pelo segundo.

O segundo esboço, é utilizado para criar o ressalto com base no sólido de referência.

A furação poderá ser criada com o mesmo esboço do ressalto ou via assistente de perfuração.

 

O esboço de referência é utilizado como base para criar o assistente de perfuração.

Detalhes

Um único esboço totalmente detalhado se assemelha na aplicação de um CAD 2D onde todos os recursos necessitavam serem colocados em uma única vista. Hoje com softwares paramétricos, técnicas de layout podem ser associadas a modelagem em esqueletos.

Uma vez que os esboços são normalmente consumidos por recursos dos sólidos, uma das possibilidades é associá-los a pasta de favoritos.

Com isso, eles não saem do campo de visão dos usuários.

Outros softwares

Abaixo segue a mesma lógica de esqueleto aplicada no CATIA 3DEXPERIENCE

Conclusão

Mantenha a sua geometria simples, mas tente fazê-la paramétrica e todo o seu modelo funcionará a seu favor. A lógica não encontra-se em um software específico mas como estamos projetando de forma planejada.

Sds,
Guilherme Kastner